O Centro de Pesquisas em Saúde Reprodutiva de Campinas (CEMICAMP), ONG criada por pesquisadores da Faculdade de Ciências Médicas (FCM), está buscando voluntárias para um estudo com objetivo de avaliar a eficácia de tratamento para controle de sintomas pré-menstruais (como dor de cabeça, dor nas mamas, inchaço ou tristeza). A pesquisa é de responsabilidade do professor Luis Guillermo Bahamondes, do Departamento de Tocoginecologia da FCM.

As interessadas devem ter entre 18 e 39 anos, usar ou ter interesse em usar pílula anticoncepcional (que pode ajudar em alguns dos sintomas de TPM). A duração do estudo é de cinco ciclos menstruais (cinco meses a nove meses de participação), com consultas presenciais.

O que será testado?

Será avaliado o uso de um medicamento em conjunto com a pílula anticoncepcional com o objetivo de diminuir os sintomas da TPM.

Corro risco de engravidar?

A pílula contraceptiva NÃO ESTÁ em teste, a mulher utilizará pílulas contraceptivas que já são comercializadas no brasil, então taxa de proteção é a mesma dentro, ou fora do estudo.

Como participo?

Para se inscrever acesse o formulário clicando AQUI. E então aguarde nosso contato.

Assista a chamada da EPTV sobre esta pesquisa

As pílulas sozinhas ou associadas a um tratamento podem melhorar alguns sintomas chatos que aparecem durante o período pré-menstrual (a famosa TPM). Dentre eles encontramos:

  • Tristeza e vontade de chorar
  • Irritabilidade
  • Ansiedade
  • Insônia
  • Fome em excesso ou falta de apetite
  • Sonolência
  • Dificuldade de concentração

Você possui alguns destes sintomas? Podemos te ajudar! Entre em contato conosco para que possamos enviar o cadastro de nosso estudo de tratamento da TPM em mulheres que usam ou querem usar a pílula contraceptiva.

Compartilhe também com amigas e conhecidas!

TPM
pode ser
tratada!


Você não precisa sofrer com os sintomas pré-menstruais.

Cadastre-se

Existe quem ache que a TPM é uma lenda inventada por mulheres. Mas não é assim! A TPM é um conjunto de sintomas físicos e psicológicos associados às variações hormonais.  As mulheres podem apresentar mais de 200 sintomas diferentes durante a TPM, e ela pode ter início no 15º dia do ciclo menstrual e tende a desaparecer no início da menstruação. Em recente pesquisa da UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas) e do CEMICAMP (Centro de Pesquisa em Saúde Reprodutiva de Campinas) foi encontrado que 80% das mulheres são atingidas pela TPM.

A TPM varia de leve a extrema. A causa específica da síndrome não é conhecida, mas alguns fatores como idade, história de ciclos não interrompidos e genética, podem levar ao surgimento dos sintomas.

Além disso, como as variações hormonais não acontecem de forma idêntica todos os meses, os sintomas também acabam oscilando bastante de pessoa pra pessoa e também podem variar nos diferentes ciclos de uma mesma paciente.

O diagnóstico é feito com base nos sintomas, que são acompanhados e anotados ao longo do calendário mensal.

TPM tem cura?

Não existe uma cura definitiva para a TPM, porém é possível realizar tratamentos que diminuem ou acabam com sintomas indesejados durante o ciclo, aumentando o bem-estar e recuperando a qualidade de vida. O tratamento é individual e personalizado, já que varia de acordo com os sintomas e a intensidade de cada paciente.

O mais importante é saber que se a sua TPM te afeta bastante, você pode contornar isso!

Cadastre-se