Implementação de um novo módulo digital de atendimento antenatal da OMS para melhorar a saúde materna e infantil em uma região com restrições econômicas e social no Brasil

Financiamento: King Baudouin Foundation

Pesquisadores: Dr. José Guilherme Cecatti, Dra. Samirra Haddad e Dr. Renato Teixeira de Souza

Descrição: Projeto de pesquisa para criação de um protocolo digital de atendimento pré-natal baseado nas recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para que as consultas e intervenções sejam acessíveis em regiões e populações vulneráveis.

Essa proposta consiste em um projeto piloto de implementação do módulo digital de atendimento antenatal da OMS, através da incorporação dessa ferramenta no atendimento pré-natal de mulheres em situação de vulnerabilidade social, especialmente adolescentes e mulheres de baixa renda do sistema único de saúde da Baixada Santista do estado de São Paulo. A implementação do projeto será realizada em 4 unidades básicas de saúde, uma clínica especializada e uma unidade itinerante chamada de “consultório de rua” dessa região no período de 18 meses. O objetivo desse projeto é melhorar os indicadores relativos à saúde materna e infantil, sobretudo nessas populações mais vulneráveis, melhorando o atendimento pré-natal que essas mulheres recebem devido à melhor adesão da equipe de saúde às recomendações atuais da OMS para atendimento pré-natal. Objetivos secundários incluem a maior eficiência na oferta de serviços de saúde e intervenções necessárias no atendimento pré-natal, melhor interação do paciente com a equipe de saúde, otimização do uso de recursos e aderência das pacientes ao atendimento pré-natal.